Um mundo repleto de desafios

No mundo, 201 milhões de pessoas estavam desempregadas em 2014; quase 2 bilhões de pessoas estão com sobrepeso e 1/3 dos alimentos produzidos para consumo humano é perdido ou desperdiçado mundialmente por ano. Por outro lado, o setor de serviço alimentar representa 2,4% do PIB e 8% dos empregos diretos no Brasil, cerca de 9,5 milhões de trabalhadores da União Europeia trabalham na indústria de hospitalidade e quase um terço do dinheiro usado com alimentos nos EUA é gasto em refeições fora de casa.

 

Acreditamos que a gastronomia tem esse imenso poder de transformação, e por isso o que queremos é construir uma rede de pessoas e organizações, a fim de consolidar um movimento que irá catalisar e amplificar todas as possibilidades que a gastronomia social pode oferecer.

Os princípios que nos norteiam são:

1. Fornecimento de qualificação e educação empreendedora para as pessoas, bem como orientar o seu acesso ao mercado de trabalho;

 

2. Promoção da capacitação, emancipação e desenvolvimento humano;

 

3. Construção de pontes e redes, a fim de mobilizar a sociedade em questões sociais através de gastronomia;

 

4. Melhora da saúde e do bem-estar das pessoas através de segurança alimentar e gastronomia;

 

5. Reforço das identidades culturais regionais ligados aos hábitos e tradições alimentares.

 Dessa forma esperamos divulgar iniciativas, atividades e mensagens de organizações de gastronomia social, criar pontes entre essas organizações e seus beneficiários e incentivar a reprodução dessas iniciativas.