Como surgiu a Gastromotiva

Em 2006, o chef de cozinha David Hertz deixou sua posição em um restaurante paulista para ensinar jovens da periferia a cozinhar em sua própria cozinha, e sem cobrar nada por isso. O que começou como um sonho arriscado de um indivíduo acabou se transformando no que a Gastromotiva é hoje.

Esse sonho acabou gerando o primeiro projeto social que usaria a gastronomia como ferramenta capaz de promover educação, empregabilidade e geração de renda. A primeira iniciativa foi o Curso de Capacitação em Cozinha. Até hoje o curso atende jovens de 17 a 35 anos, com renda familiar de até 3 salários mínimos, sem qualificação profissional, porém com alto potencial e em busca de oportunidades de trabalho. De 2007 até o final desse ano formará mais de 2033 pessoas em São Paulo, Rio, Salvador, Curitiba e Cidade do México. Atingindo um índice de 80% de empregabilidade, no decorrer de um ano após o término do curso.

Em 10 anos, a Gastromotiva conseguiu destacar-se dentro do mundo social

Curso Profissionalizante de Cozinha com metodologia de sucesso
Uma rede de parceiros com grandes nomes do mercado gastronômico
Desenvolvimento de projetos com grandes empresas do mercado
Reconhecimento e influência no terceiro setor e no mundo dos negócios sociais
aq_block_11

Não basta a comida ser boa, ela tem de fazer bem para a sociedade.

A Gastromotiva, deseja cada vez mais contribuir não só para a formação de pessoas em vulnerabilidade social, mas poder entrar mais a fundo no tema de alimentação dentro de comunidades. Queremos cada vez mais diversificar nossa atuação, uma vez que vemos que existem muitos problemas diferentes que tangem a alimentação. Nos toca muito o desperdício de alimentos, a saúde e os altos números de obesidade nas comunidades. Queremos também contribuir para que as políticas públicas sejam mais eficazes e que de fato gerem transformação. 

aq_block_14